Unidades do Ganha Tempo de MT mantêm funcionamento na 2ª-feira

Ponto facultativo dos órgãos públicos não acontece para serviços ofertados nos 7 locais do Estado, que atenderão das 8h às 18h

Todas as unidades do Ganha Tempo em Mato Grosso funcionarão normalmente na próxima segunda-feira, 28 de outubro, Dia do Servidor Público. Em comemoração à data, órgãos públicos federais, estaduais e municipais decretaram ponto facultativo. Mas, nas unidades do Ganha Tempo, serviços para confecção de carteira de identidade (RG), Infocentro, consultas aos sistemas do Detran e da Sefaz, confecção de título de eleitor, consultas ao SPC e impressão da segunda via da fatura da Energisa, por exemplo, estarão sendo realizados normalmente, das 8h às 18 horas.

Apenas na unidade de Sinop o serviço de confecção de documentos de identidade, realizado pela Politec, estará suspenso nesse dia.

O Ganha Tempo tem sete unidades em Mato Grosso, sendo duas em Cuiabá (Praça Ipiranga e CPA) e uma em Várzea Grande, além de Rondonópolis, Cáceres, Barra do Garças e Sinop. Em todas as unidades, os serviços mais procurados são confecção de RG, vagas de emprego através do SINE (nas unidades que disponibilizam o serviço), Detran, confecção de título de eleitor no TRE e os atendimentos ofertados pela Previdência Social (INSS).

O Ganha Tempo no Estado tem tido uma média de 113 mil atendimentos/mês. O índice de aprovação chega a 99% dos atendimentos como bom e ótimo, com filas de espera que ficam abaixo do recomendado por lei. Somente a unidade da Praça Ipiranga, em Cuiabá, oferta 87 tipos de serviços.

O Ganha Tempo é administrado pelo Consórcio Rio Verde, que tem como empresa líder a Pro-Jecto. A Pro-Jecto opera em mais de 43 municípios. Além de presente em Mato Grosso, atende também em Minas Gerais e vem sendo utilizada como referência em atendimentos do modelo Ganha Tempo no estado de São Paulo, onde o serviço recebe o nome de Poupa Tempo. Em todos os locais atinge índices acima de 90% de aprovação.

Desde que assumiu os serviços no Estado, em 2018, o Consórcio Rio Verde investiu, com recursos próprios, mais de R$ 19 milhões em infraestrutura, equipamentos e treinamento de pessoal para as sete unidades. Após o término do contrato, todo o investimento feito pelo Consórcio será entregue ao governo de Mato Grosso.

Cada serviço ofertado no Ganha Tempo pelo Consórcio custa para a administração estadual e, consequentemente, para a sociedade R$ 13,88, valor que antes, quando o Poder Executivo administrava essas unidades, ficava em R$ 32 – preço mais de duas vezes e meia maior. Representa uma economia de R$ 18,12 por atendimento aos cofres públicos. Da Assessoria

25, outubro, 2019|