Um sim à adoção

Para criticar algo é preciso conhecer! A crítica infundada destroi sonhos e acaba com a esperança e a vidas das pessoas. Talvez, os críticos de ocasião tenham alcançado o destaque, os likes e as curtidas que desejavam nas mídias sociais. Eles tiveram o seu momento de fama criticando sem conhecer a importância do trabalho realizado pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (AMPARA) e pela Comissão de Infância e Juventude da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (CIJ-OABMT).
Venho a público prestar solidariedade e manifestar apoio irrestrito e incondicional à essas instituições e, em especial, às inúmeras crianças e adolescentes que encontram nos eventos realizados pela AMPARA e CIJ a oportunidade de deixar de serem invisíveis e se reposicionarem na sociedade, encontrando um lar e uma família.
As duas instituições realizam, há anos, um trabalho sério e compromissado com o tema adoção em todo o Brasil. Se quem falou aos quatro ventos e destilou críticas tivesse buscado informações basilares sobre o evento, eu tenho absoluta certeza que se posicionaria de um jeito diferente.
O desfile contou com a participação, apoio e autorização de uma dúzia de instituições sérias e que se preocupam diuturnamente com Justiça e inclusão social. Todas elas debateram com propriedade o projeto e, dessa forma, compraram a ideia da realização do evento que em nenhum momento teve propósito de expor as crianças.
O objetivo sempre foi promover a convivência social, mostrar a diversidade das famílias e apresentar para toda sociedade que com oportunidade e amor podemos fazer a diferença na vida dessas crianças e jovens.
Mas os críticos acharam mais fácil falar que o desfile era uma feira de ofertas e desvirtuaram essa bonita iniciativa da AMPARA e CIJ. É por isso que registro aqui a minha solidariedade às presidentes Lindacir Rocha e Tatiane Barros. Ergam a cabeça e tenham muito orgulho do trabalho de vocês.  O “SIM” que vocês dão todos os dias para essas crianças vale todo e qualquer sacrifício e não tem crítica capaz de destruir.
O evento comoveu e emocionou todos que estiveram presentes e apesar da repercussão negativa, o seu objetivo foi alcançado: as crianças mostraram que existem famílias belíssimas com filhos adotados que foram apresentados para a sociedade. O amor e a esperança estavam no ar e no coração de cada criança ou adolescente que participou do evento com seus padrinhos ou pais adotivos.
Não importa o tamanho das críticas, sempre será maior a coragem da Ampara e da CIJ em tratar de um tema tão espinhosos quanto a adoção tardia e trazer a tona a questão da invisibilidade social desses jovens que passam grande parte de suas vidas em casas de adoção, sem perspectivas, sem família e sem afeto.
Esperamos que com toda polêmica que se criou, a conscientização e o destaque para a importância do tema adoção continuem forte e constante na cabeça e no coração da sociedade. E que as críticas que estão sendo levadas em consideração possam ser transformadas em ações para que todos juntos possamos construir uma sociedade mais justa e humana.
ITALLO LEITE é presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAA/MT).

 

24, maio, 2019|