TRE-MT: É falsa alegação que urna não processa voto

08/10/2018 – Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso divulgou nota rebatendo mensagens que circulam na internet sobre mau funcionamento de urnas.

Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TREMT) divulgou uma nota de esclarecimento para rebater mensagens que circulam na internet e nas redes sociais e afirmar que é falsa a alegação que as urnas eletrônicas do Estado não estariam processando os votos em “determinado candidato a presidente”.

Chegada das urnas eletrôncas na Faculdade Anhanguera no Campo Limpo em São Paulo (SP), neste sábado (06)
Chegada das urnas eletrôncas na Faculdade Anhanguera no Campo Limpo em São Paulo (SP), neste sábado (06)

Foto: Ronaldo Silva/ Futura Press / Estadão Conteúdo

Segundo o órgão, há uma série de fatores que podem induzir eleitores a “essa falsa conclusão”, entre eles a ansiedade para realizar primeiro o voto no candidato ou na candidata à Presidência. No entanto, ressalta o TRE-MT, as urnas são programadas para computar as escolhas aos cargos eletivos na seguinte ordem: deputado federaldeputado estadual, primeira vaga de senador do Estado, segunda vaga de senador do Estado, governador e, só então, presidente da República.

“Se o eleitor apertar os dois dígitos do candidato a presidente da República em primeiro lugar, e se nesse Estado aquela legenda não lançou candidatos a deputado federal, aparecerá a expressão ‘voto nulo'”, esclarece o tribunal mato-grossense. “Daí o fato de o eleitor pensar que a urna eletrônica anulará seu voto para presidente.”

Além disso, o TRE-MT garantiu que são falsos os vídeos circulando na internet em que uma urna supostamente completaria, “por sua conta”, o voto para presidente. “Trata-se de falsificação grosseira. Esses vídeos sequer mostram o teclado da urna”, encerra a nota.

 

Por; Nicholas Shores

8, outubro, 2018|