São Paulo bate o Fortaleza no reencontro da torcida com Ceni

São Paulo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro na tarde deste sábado. Recebendo o Fortaleza no Pacaembu em partida que marcou o reencontro de Rogério Ceni com a torcida, o Tricolor dominou o jogo no primeiro tempo, mas só conseguiu o resultado positivo nos minutos finais da partida, depois que Fernando Diniz fez mudanças, saindo de campo com o importante triunfo por 2 a 1. Pablo e Igor Gomes balançaram as redes para os donos da casa. Wellington Paulista, de pênalti, marcou o gol do Leão do Pici.

A partida deste sábado contou com grande público no Pacaembu. Todos os ingressos foram esgotados para o retorno de Rogério Ceni à capital paulista, e quem compareceu nas arquibancadas pôde ver um São Paulo completamente repaginado por Fernando Diniz, apesar de apenas uma semana de trabalho.

Com o resultado, o São Paulo assumiu provisoriamente a quinta colocação do Campeonato Brasileiro, com 39 pontos, e agora torcerá pelos tropeços de Internacional e Bahia para se manter no G6 da competição. O Esquadrão de Aço entra em ação às 19h desse sábado, contra o Athletico-PR, na Fonte Nova. Já o Colorado visita o Cruzeiro no Mineirão. neste domingo.

São Paulo conquistou sua 1ª vitória sob o comando de Fernando Diniz (Foto: Bruno Ulivieri/ Agif/Gazeta Press)
São Paulo conquistou sua 1ª vitória sob o comando de Fernando Diniz (Foto: Bruno Ulivieri/ Agif/Gazeta Press)

Foto: Gazeta Esportiva

O jogo

O São Paulo começou a partida a todo vapor. Com uma cara completamente nova sob o comando de Fernando Diniz, time marcou com intensidade e trocou muitos passes, se movimentando a todo momento, o que fez surgir diversas oportunidades de ataque para os donos da casa. Logo aos dois minutos, Hernanes recebeu com liberdade, se livrou da marcação, mas bateu fraco, facilitando o trabalho do goleiro Marcelo Boeck. Já aos 14, foi a vez de Arboleda cabecear sem muita força e ver o guarda-meta do Fortaleza fazer outra defesa.

De tanto martelar o adversário, o São Paulo, enfim, abriu o placar aos 14 minutos. Daniel Alves cobrou falta na área, e Pablo cabeceou nas costas da marcação, estufando as redes no Pacaembu. Depois de ficar em vantagem, o Tricolor tentou manter a mesma toada e aos 17 quase fez o segundo gol após Reinaldo fazer boa jogada pela esquerda e cruzar rasante para Dani Alves, que tentou o domínio, mas a bola escapou, e acabou sendo obrigado a bater como dava, mandando por cima do travessão.

Tudo vinha jogando a favor do São Paulo no Pacaembu. Aos 28 minutos, Arboleda em mais uma disputa de bola aérea, ganhou da defesa adversária, cabeceando no ângulo de Marcelo Boeck em cobrança de escanteio de Antony, mas o goleiro do Fortaleza fez mais uma importante defesa. Só que depois de tanto criar e não converter, o time de Fernando Diniz foi castigado aos 35, quando Reinaldo derrubou Gabriel Dias dentro da área, e o juiz marcou pênalti. Wellington Paulista foi para a cobrança e não desperdiçou, tocando a bola de um lado e vendo Tiago Volpi se jogar para o outro.

Antes do intervalo, o São Paulo ainda tentou recuperar a vantagem no placar com Antony, que recebeu grande passe de Daniel Alves já nos acréscimos, mais precisamente aos 49 minutos, mas não finalizou bem, possibilitando a defesa de Marcelo Boeck depois de sair cara a cara com o rival. Assim, coube ao Tricolor ir para o intervalo com o amargo empate no marcador.

Segundo tempo

Logo aos cinco minutos da etapa complementar, o São Paulo teve a melhor chance para voltar a ficar à frente no placar. Reinaldo cruzou na medida para Antony no segundo pau, mas o camisa 39 cabeceou torto, desperdiçando uma oportunidade inacreditável. Já aos 13 o Fortaleza respondeu com Vázquez, que soltou uma bomba de fora da área, mas Volpi voou para fazer grande defesa.

Daí em diante, o São Paulo não conseguiu produzir por conta da boa marcação do Fortaleza. Desta maneira, o técnico Fernando Diniz decidiu fazer mudanças. Vitor Bueno substituiu Hernanes e, posteriormente, Igor Gomes entrou na vaga de Juanfran. Mais ofensivo, naturalmente o Tricolor voltou a pressionar o rival nos minutos finais, mas tinha de lidar com a boa retranca armada por Rogério Ceni.

6, outubro, 2019|