Rodovias federais de MT tem percentual positivo na avaliação da CNT

18/10/2018 – A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou nessa quarta-feira (17), a 22ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias. Conforme a avaliação da característica do Estado Geral, a malha federal do Mato Grosso apresenta 95% de rodovias pavimentadas em ótimo, bom ou regular estado.

 

Segundo a CNT, a pesquisa tem como objetivo geral avaliar as características e condições das rodovias pavimentadas brasileiras que afetam, de forma direta ou indireta, o desempenho e a segurança dos usuários do sistema rodoviário nacional, em relação ao Pavimento, à Sinalização e à Geometria da Via. Sendo a classificação do Estado Geral a análise dessas três características.

 

Em Mato Grosso, 3.964 km de rodovias federais foram avaliadas pela CNT e o percentual da classificação do Estado Geral, aumentou 18,6%, entre 2017 e 2018. Atualmente as rodovias apresentam 9,1% em ótimas condições, 36,1% em boas condições, 49,7% em estado regular, 4,8% ruim e somente 0,3% em péssimo estado. Vale ressaltar as BR-163/MT e BR-242/MT que tiveram sua classificação elevada de regular para bom.

 

Na categoria de classificação do pavimento, a extensão federal apresentou um percentual de 41,5% das rodovias classificadas como ótimas, um aumento de 13,2% em relação ao ano anterior. As rodovias BR-070/MT, BR-158/MT, BR-163/MT tiveram sua classificação elevada de regular para bom e a BR-242/MT atingiu a classificação ótima.

 

Na categoria geometria da via, o aumento foi de 6,1% na classificação ótimo, bom e regular. Quanto a sinalização, o percentual da malha federal atingiu 73,8% de classificação como ótimo e bom, um aumento de aproximadamente 34% em relação ao ano anterior. Os demais índices dessa categoria foram 19% como regular, 6,1% como ruim e 1,1% como péssimo. Todas as rodovias apresentaram melhoras, sendo classificadas como bom e ótimo, com exceção da BR-070/MT que manteve sua classificação como regular.

 

Na avaliação do superintendente do DNIT em Mato Grosso, Orlando Fanaia Machado, essa melhora nos percentuais foi possível devido aos investimentos em manutenção e conserva das rodovias. “A Superintendência Regional do DNIT em Mato Grosso tem trabalhado muito para melhorar os serviços de manutenção das rodovias, com contratos específicos de manutenção, sinalização e restauração, como o CREMA e BR-LEGAL. A pesquisa divulgada pela CNT é um indicativo de uma melhora progressiva das condições da malha rodoviária federal, continuaremos a trabalhar para que os índices de qualidade aumentem ainda mais”, enfatiza o superintendente.​

Priscila Soares
Assessora de Imprensa DNIT-MT
18, outubro, 2018|