Protesto extrajudicial é gratuito, seguro e fiscalizado pelo Poder Judiciário

Pessoas físicas e jurídicas de Mato Grosso contam com importante e eficaz instrumento na recuperação de crédito: o protesto extrajudicial. Essa ferramenta é gratuita aos credores, segura e fiscalizada pelo Poder Judiciário, por meio da Corregedoria-Geral da Justiça, a qual recomenda sua utilização.

 

“Todos nós sabemos que não é de hoje que o Judiciário está abarrotado de processos. Pensando nisso, muitas pessoas físicas e, principalmente, jurídicas, evitando desgastes, têm optado pelo protesto extrajudicial, que permite ao credor recuperar seu crédito em até três dias úteis após a intimação de quem deu causa ao inadimplemento. Este tempo é infinitamente inferior em comparação às ações judiciais”, destaca a presidente do Instituto de Estudo de Protesto de Títulos do Brasil Seção Mato Grosso (IEPTB-MT), Velenice Dias de Almeida e Lima.

 

Ela acrescenta que a tendência é cada vez mais a busca pela desjudicialização. “Desde o ano passado temos proferido palestras durante o Programa de Efetividade na Execução Fiscal, da Corregedoria, em diversos municípios, explicando como é seu funcionamento e as vantagens de sua utilização. A Corregedoria, inclusive, recomenda o protesto extrajudicial e temos alcançado resultados positivos com essa parceria. Para se ter ideia, mais de 65% dos títulos e documentos de dívida são recuperados em curto espaço de tempo”, enaltece Valenice Dias.

 

A presidente do Instituto de Protesto informa que dentre as principais vantagens do protesto extrajudicial está a interrupção da prescrição, além de o registro dele permanecer até a quitação da dívida.

 

O procedimento é simples: se o credor possui um título ou documento de dívida, basta apresentá-lo ao Cartório de Protesto do respectivo município. O tabelião o receberá e, em seguida, notificará a pessoa que deu causa ao inadimplemento para que efetue o pagamento no prazo de três dias. Caso não haja a quitação, a pessoa fica impedida, por exemplo, de obter empréstimo, fazer financiamento, sem contar que seu nome também é inserido nos órgãos de proteção ao crédito.

 

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (65) 99612-7651 e 3621-3046 ou e-mail comercial@protestomt.com.br.

 

Assessoria de Imprensa IEPTB-MT/ Foto; Reprodução

14, maio, 2019|