Política de Aprendizagem Profissional em MT será discutida no Judiciário

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso realiza, na terça-feira (12 de novembro), com início às 13h30, um painel para discutir a ‘Política de Aprendizagem Profissional em Mato Grosso – Oportunidade para jovens. Bom para o empresário, melhor para a sociedade’.

Os palestrantes convidados são a auditora fiscal do Trabalho da Bahia, Taís Arruti Lyrio Lisboa, que vai falar sobre “Política de aprendizagem: mitos e verdades”; Lavínia Tupy Vieira Fonseca, juíza da Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, que abordará a “Aprendizagem e vulnerabilidade”, e Rosamaria Ferreira de Carvalho, secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), que discorrerá sobre “Boas práticas de empresas e instituições convidadas”

De acordo com o juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça, Tulio Duailibi Alves de Souza, o painel tem como objetivo discutir inclusão social e a participação e envolvimento dos empresários na formação de futuros profissionais. A base para as discussões é a Lei da Aprendizagem (10.097/2000), que determina que empresas de médio e grande porte contratem jovens com idade entre 14 e 24 anos na condição de aprendizes, permitindo inserção social no mercado de trabalho, um instrumento capaz de transformar a realidade de jovens e impactar de forma positiva a sociedade.

O evento, no Auditório Gervásio Leite, na sede do Tribunal de Justiça, conta com a parceria da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso (Fecomércio), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Governo de Mato Grosso, Assembleia Legislativa, Ministério da Economia e Superintendência Regional do Trabalho de Mato Grosso (SRTE/MT). O encerramento do painel está previsto para encerrar às 17h30.

Por; Álvaro Marinho/ TJMT

8, novembro, 2019|