Pesca predatória: Juvam apreende canoas e pescado em Cuiabá Pesca predatória: Juvam apreende canoas e pescado em Cuiabá

30/01/2019 – Em uma ação de fiscalização, realizada na tarde de terça-feira (30 de janeiro), o Juizado Volante Ambiental de Cuiabá (Juvam) apreendeu, no bairro Praeirinho, duas canoas de madeira, uma rede de pesca, diversas peças de pacús e pintado, provenientse de pesca proibida. A atividade contou com apoio do Batalhão Ambiental e do 44° Batalhão de Infantaria Motorizado.

O período de proibição da pesca em Mato Grosso, por conta da piracema, teve início em 1º de outubro de 2018 e segue até quinta-feira (31 de janeiro). Segundo o 1º sargento PM João Batista Norman Ferreira, a ação de patrulhamento foi feita às margens do rio Cuiabá, com a finalidade de coibir a pesca predatória na localidade. Foram visualizadas quatro canoas, todas com pescadores fazendo uso de rede de arrasto.

Quando os pescadores se aproximaram da margem do rio para realizar a descaracterização do pescado capturado, a guarnição se aproximou e os infratores empreenderam fuga, saltando no rio e abandonando uma peça de pintado parcialmente descaracterizada e duas canoas de madeira. Não foi possível impedir a fuga e identificar os infratores.

Na sequência, foi realizado contato com o Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA), bem como com o 44º Batalhão de Infantaria Motorizada, para fins de remoção e recebimento das canoas, que foram doadas para a unidade militar para efeitos de educação ambiental. Já os peixes apreendidos foram encaminhados ao Juvam para serem doados a uma instituição de caridade.

O sargento João Ferreira explica que as ações de patrulhamento, realizadas constantemente, foram intensificadas desde setembro do ano passado, sendo que algumas fiscalizações foram feitas em parceria com o Batalhão Ambiental e a Delegacia Especializada do Meio Ambiente. Para ele, essas fiscalizações contribuíram para a redução da prática da pesca predatória, principalmente nos municípios da Baixada Cuiabana (Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá), ao retirar de uso apetrechos proibidos, como redes de arrasto e espinhel.

Também participaram da ação o 3º sargento PM João Batista Primo, 3º sargento PM Alex Rodrigues do Nascimento e o cabo PM Joilton de Figueiredo Campos.

Por; Lígia Saito/Foto; Reprodução

30, janeiro, 2019|