OAB-MT promove reflexão sobre violência obstétrica

Na última semana, um despacho do Ministério da Saúde considerou impróprio o termo “violência obstétrica” e recomendou que a expressão seja abolida. A medida reacendeu a polêmica sobre o tema e o sobre qual o seu verdadeiro significado.

O despacho do Ministério da Saúde foi baseado na recomendação do Conselho Federal de Medicina que, por sua vez, teve como base a proliferação de projetos de lei sobre violência obstétrica.

E é no calor do debate que a comissão de Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) recebe, nesta sexta-feira (17), a especialista no assunto Alessandra V. de Almeida Prazo Souza para uma “Reflexão sobre Violência Obstétrica”, a partir das 14h, no auditório da Escola Superior de Advocacia de Mato Grosso (ESA-MT).

Membro da comissão de Bioética, Biodireito e Saúde da OAB-DF, Alessandra V. de Almeida Prado Souza é pós-graduanda em Direito Médico, especialista em violência obstétrica e em Compliance Médico e Empresarial.

O evento é aberto a todos os interessados e as inscrições podem ser feitas na área do aluno. A taxa é de R$ 20.

O que: Reflexão sobre Violência Obstétrica

Quando: Sexta-feira (17), das 14h às 18h

Onde: Auditório da ESA-MT (Anexo à OAB-MT), no Centro Político Administrativo

 

Redação JA/ Foto Reprodução

16, maio, 2019|