Moradores de Rondonópolis vão receber serviços judiciais e de cidadania na porta de casa

Moradores de Rondonópolis que precisam resolver pendencias judiciais, como pedido de pensão alimentícia, solicitação de reconhecimento da paternidade, solucionar um conflito entre vizinhos e até quitação eleitoral terão a oportunidade de acessar esses e outros serviços praticamente na porta de casa.

Tudo isso está sendo preparado pelo Poder Judiciário, em parceria com a Prefeitura Municipal, por meio do programa Judiciário em Movimento. Na ação, que será realizada, de 8 a 12 de abril, o Executivo municipal também oferecerá serviços de cidadania como corte de cabelo, aferição da pressão arterial e esclarecimentos sobre saúde bucal. Tudo sem custo para os participantes.

Durante a semana, a “sede itinerante” do Poder Judiciário será montada em um bairro de Rondonópolis para atender a população. Na segunda-feira (8), as equipes vão atender na Praça Brasil, no Centro da Cidade. Na terça (9), os atendimentos ocorrem na Escola Municipal Irmã Elza, na Vila Mineira; na quarta (10) toda a estrutura montada segue para o Centro de Esportes Unificado (CEU Margarida), na região do Parque São Jorge; na quinta será a vez dos moradores do Parque Universitário serem beneficiados com os serviços, no Oratório Dom Bosco, e fechando os trabalhos, na sexta (12), os atendimentos serão oferecidos na Escola Municipal Bernardo Venâncio Carvalho, no Jardim Liberdade.

Os organizadores do programa contam com a divulgação dos presidentes de bairros. Sandra Lírio, líder comunitária do Parque São Jorge, diz que enviou a programação pelo whatsapp para todos que conhecem. “Tem muita gente precisando resolver questões judiciais e não tem tempo ou tem alguma dificuldade para ir ao Fórum. Com o programa terá mais facilidade”, afirma. “Queremos resolver a questão fundiária no bairro, porque muitos moradores ainda estão sem a escritura das suas casas”, adianta.

A presidente do bairro Bom Pastor, região central de Rondonópolis, Regina Souza, destaca que a participação popular é fundamental para novas edições do programa, e, por isso, está empenhada em avisar aos moradores. “A população precisa aproveitar os benefícios que são disponibilizados. A justiça chegar ao nosso bairro é algo valioso”, defende. O colega dela, Lázaro da Silva, presidente do bairro Jardim Paulista, na região central, reforça o convite para que todos aproveitem as atividades e que deixem o comodismo para depois. “Não é todo dia que os serviços veem até nós e o povo precisa aproveitar”.

O mesmo pensamento é compartilhado pelo presidente da Associação de Moradores do Vila Mineira, Aparecido Soares. “O programa vai atender os nossos moradores que são trabalhadores e não têm tempo sobrando para ir até o Fórum. Agora, não têm desculpas porque o serviço vai chegar na sua rua”.

Judiciário em Movimento – O projeto do Poder Judiciário se desenvolve em quatro eixos de atuação: Audiência pública –  para garantir que o cidadão tenha acesso à justiça; Jornada de Estudos para efetivar a integração entre o poderes, instituições, entidades e organizações e promover a gestão por competências, garantindo a capacitação continuada; Escola Itinerante, com finalidade de garantir confiabilidade, integralidade e disponibilidade das informações, serviços e sistemas, e Acesso à Justiça com a realização de atendimentos à população local, implementação de Círculos de Construção de Paz (não conflitivo) com os  alunos da rede pública de ensino, no bairro que será contemplado com o evento, realização de sessões de conciliação e mediação com a participação da Defensoria Pública Estadual local e a difusão da Oficina de Pais e Filhos na comunidade local.

Por; Alcione dos Anjos

Foto; Reprodução

5, abril, 2019|