Ladrão espanca, estupra e mata idosa de 92 anos em Nobres

Uma idosa de 92 anos foi vítima de um crime brutal na manhã de domingo (17), dentro de sua própria casa. Ela foi estuprada e espancada por um homem de 29 anos. O suspeito possui tornozeleira eletrônica e o rastreamento apontou que ele ficou na casa da vítima por duas horas.

Conforme o boletim de ocorrência, a filha da vítima foi visitar a mãe, que é sua vizinha, no Bairro Jardim Paraná, em Nobres (125 km de Cuiabá) e, ao entrar na casa, encontrou a mãe caída no chão, com várias lesões de espancamento e de estupro.

Nesse momento, a idosa ainda estava com vida e conseguiu dizer à filha que o agressor era um rapaz forte, de estatura baixa e de cor morena.

Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada até um hospital, onde o médico plantonista informou que a idosa estava em estado grave. Pouco depois, ela não resistiu aos ferimentos e morreu.

A Polícia Militar foi acionada e notou que o suspeito fugiu deixando um chinelo na casa da vítima. Em rondas pelo bairro da idosa, chegaram a um possível suspeito que batia com as características descritas pela idosa e o localizaram através da tornozeleira eletrônica em uma chácara às margens do Rio Cuiabá, em uma região chamada Pindura.

O suspeito foi encontrado descalço e o chinelo apreendido na casa da idosa serviu no pé dele. A princípio, ele negou o crime. Porém, quando a filha da vítima o viu, reconheceu que há poucos dias ele fez a pintura da casa da mãe dela.

O suspeito foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes de Várzea Grande. Ele nega tanto o crime, quanto ter ficado por duas horas na casa, mas, segundo a Polícia Militar, as duas horas foram comprovadas pelo monitoramento da tornozeleira eletrônica.

 

Por; Karina Cabral/ O Livre

18, março, 2019|