Júri condena homem a 17 anos de prisão por feminicídio

O Tribunal do Júri de Cuiabá condenou o réu Welington Fabricio de Amorim Couto a 17 anos de reclusão, no regime inicial fechado, pelo assassinato de Dineia Batista Rosa, sua ex-namorada. A sessão de julgamento foi realizada nesta quinta-feira (23 de maio) no Fórum de Cuiabá.

A defesa alegou imputabilidade do réu com a consequente incidência de insanidade mental, mas a tese não foi acolhida no julgamento. O réu confessou a prática do crime.

O feminicídio foi cometido no dia 20 de maio de 2017, numa casa localizada no bairro Serra Dourada, em Cuiabá. Consta dos autos que o autor não aceitava o fim do relacionamento com a vítima, que teria rompido o namoro após descobrir que o homem já havia matado outra mulher.

O policial que atendeu a chamada encontrou a vítima com marcas de murro e estrangulamento, e revelou que próximo havia um pedaço de tijolo que o réu utilizou para desferir golpes na cabeça da vítima. Welington também utilizou um fio de energia que ele havia levado no bolso, com a intenção de cometer o crime.

Mais detalhes podem ser obtidos na consulta processual disponível no site do TJMT, na 1ª instância, código 478865 (Cuiabá Criminal).

Redação JA

Por; Mylena Petrucelli- TJMT

24, maio, 2019|