Juíza Noemia Garcia Porto é eleita presidente da Anamatra

A juíza Noemia Garcia Porto, da 10ª Região, do Distrito Federal e Tocantins, foi eleita presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) para o biênio 2019/2021. Ela é a primeira mulher a presidir a entidade depois de 20 anos.

A chapa Sou+Anamatra, encabeçada Noemia Garcia Porto, recebeu 1.740 votos contra os 1.126 da chapa adversária, Foco & Renovação. Ao todo 2.894 associados foram às urnas, por carta ou eletronicamente, o que representa 60% dos magistrados trabalhistas aptos a votar. Apenas 19 votos foram nulos e nove magistrados votaram em branco.

Noemia Garcia Porto já ocupou outros cargos na entidade, até encabeçar uma chapa. Ela foi vice-presidente, secretária-geral e diretora de Cidadania e Direitos Humanos. Em 42 anos de existência, a Anamatra já foi dirigida por 19 magistrados, sendo que em apenas três biênios a Associação teve uma mulher na Presidência.

Eleita, ela ressaltou a importância da união da magistratura do Trabalho e da valorização dos direitos sociais. “Foi uma eleição inédita no âmbito da Anamatra, com uma campanha que comportou debates, transmissões ao vivo e intenso uso das mídias sociais, possibilitando um amplo debate democrático. O futuro será de construção da unidade, com ampla representação de todos os segmentos da magistratura trabalhista. O que nos une? A crença no valor da Justiça do Trabalho, seus magistrados e magistradas, e nos direitos sociais como direitos de cidadania”, ressaltou a juíza.

A Anamatra congrega cerca de 4 mil magistrados e magistradas do Trabalho em todo o Brasil. A posse dos novos dirigentes será em 22 de maio de 2019, às 20h, no Hípica Hall, em Brasília.

Fonte Conjur/ Foto; Reprodução Anamatra

28, abril, 2019|