Juiz do TRE diz que Nininho e PSDB são campeões de irregularidades durante eleições em Mato Grosso

07/10/2018 – Segundo o TRE, neste ano o órgão utilizou um sistema diferente, que contabiliza as irregularidades constatadas, que não necessariamente significam prisão. Após Ninho, os outros candidatos ligados ao maior número de irregularidades, respectivamente, são: Allan Kardec (deputado estadual, PDT), Aparecida Ribeiro (deputada estadual, PDSB), Bolsonaro (presidente, PSL), Jayme Campos (senador, DEM), José Bispo Barbosa (deputado federal, PR), Mauro Mendes (governador, DEM), Paulo Vicente Nunes (deputado estadual, PDT) e Fávaro (senador, PSD). Em relação aos partidos, os campeões de irregularidades foram PSDB, PR, PSL, DEM E PDT.

O candidato a deputado estadual Ondanir Bortolini, o ‘Nininho’ (PSD), e o partido PSDB foram os campeões de irregularidades na votação deste domingo (7) em Mato Grosso. O dado foi divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no último boletim do TRE neste fim de tarde.

Ainda segundo o boletim do tribunal, em Sorriso houve oito casos de desobediência, um caso de prisão por boca de urna e um tumulto ocasionado por eleitor. Pela manhã, na cidade, houve cinco casos de inconsistência, e um adolescente foi apreendido fazendo boca de urna.

O TRE ainda lembrou o caso de Guarantã do Norte, onde um indígena foi preso tentando votar por 70 pessoas, um caso de inconsistência de transporte indevido de eleitores em Primavera do Leste, com prisão, e dois casos de prisão de candidatos, um em Cuiabá e um no interior. Também houve caso de corrupção eleitoral em Barra do Bugres. “Em todo Mato Grosso houve algumas ocorrências isoladas de derrame de santinhos que foram solucionadas, mas nada comparado a eleições anteriores”, finalizou o juiz Lídio Modesto da Silva Filho.

7, outubro, 2018|