Juiz Bruno César Singulani França sofre agressão de réu após determinar sentença

03/09/2018 –   O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Desembargador Rui Ramos Ribeiro, visita Nova Monte Verde (920 km de Cuiabá),  nesta segunda-feira (3), para verificar in loco a agressão sofrida pelo juiz titular da comarca, Bruno César Singulani França.

O magistrado foi alvo de  uma garrafada (da qual conseguiu se desvencilhar) e também foi agredido verbalmente por um réu após determinar a sentença do crime de homicídio que deveria ser cumprida.
A agressão foi feita por Odinei Batista de Jesus, que também ameaçou o juiz de morte. O fato será apurado o mais rápido possível.
As imagens do circuito interno de segurança da Câmara de Vereadores de Nova Monte de Verde (935 km de Cuiabá) mostram o momento em que o réu Odinei Batista de Jesus, de 25 anos, joga uma garrafa d’água no juiz Bruno Cezar França, após sua condenação.

O caso ocorreu na sexta-feira (31), no tribunal do juri da cidade, que foi realizado nas dependências do Legislativo. De acordo com o boletim de ocorrência, Odinei Batista ficou revoltado com a sentença que o condenava há quase 30 anos de prisão e tentou agredir o magistrado.

Aos 23 segundos do vídeo, é possível ver o momento em que o réu – vestido de amarelo – joga a garrafa no magistrado, que se abaixa. Logo em seguida, policiais tentam conter Odinei e o retiram da sala de audiência.

O boletim de ocorrência diz que além da agressão, o homem ainda xingou o juiz e o ameaçou. “Você merece morrer, vocês jurados, merecem morrer”, disse.

OAB/MT: Nota de Repúdio

    A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e o Colégio de Presidentes de Subseções  repudiam veementemente a tentativa de agressão ao juiz Bruno César Singulani nesta sexta-feira (31) em Nova Monte Verde.
    É absolutamente inadmissível qualquer tipo de intimidação à atuação da Justiça, especialmente num momento tão importante quanto um julgamento popular.
    A OAB-MT se solidariza ao magistrado, à magistratura  e aos operadores do Direito que enfrentam diariamente desafios para a aplicação da lei e distribuição de justiça.
Assessoria de Imprensa OABMT
3, setembro, 2018|