Judiciário doa recursos de transações penais para instituições de Sorriso

O relacionamento com os Poderes Legislativo e Executivo, em nível municipal e estadual, instituições de segurança, como as policiais civil e militar e Corpo de Bombeiros, e organizações da sociedade tem sido uma das marcas de grande relevância do Judiciário. E a solenidade realizada no Fórum da Comarca de Sorriso (420 Km ao norte de Cuiabá), na segunda-feira (19 de agosto), para doação de recursos provenientes de transações penais e instalação de unidade dos Juizados Especiais é uma prova dessa relação de proximidade e trabalhos conjuntos.

As instituições escolhidas para receber valores que serão aplicados em projetos são a ‘Escola Especial Sorriso Esperança do Amanhã’, da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), e o ‘Colégio Estadual da Polícia Militar Tiradentes – CB Antônio Dilceu da Silva Amaral’. A Apae receberá R$ 77,9 mil, que serão utilizados na regularização de segurança, e o Colégio Tiradentes usará os R$ 59,8 mil para aquisição de instrumentos para o Corpo Musical da escola militar. “É um momento impar receber essa doação do Judiciário. Essa ação social é uma vitória. Estamos muito gratos”, disse o presidente da Apae, Gelson Betemps Bauer.

“São valores de transações de ações criminais de processos em trâmite na Comarca, e decidimos fazer essa destinação para essas entidades porque apresentaram projetos importantes e executáveis e com valor social imprescindível”, assinalou o juiz da Vara Especializada dos Juizados Especiais e diretor do Fórum, Érico de Almeida Duarte.

Além das duas instituições de ensino, a Comarca também assinou um convênio com a unidade da Universidade de Cuiabá (Unic) em Sorriso. O acordo permite a instalação e funcionamento de uma extensão dos Juizados Especiais do Fórum no prédio da faculdade. O trabalho judicial civil contará com a participação do Curso de Direito. “Essa parceria é singular, e será de muito sucesso, porque envolverá profissionais e futuros operadores do Direito”, agradeceu a professora Bárbara Martins Vieira, diretora da Unic.

O prefeito de Sorriso, Ari Lafin (PSDB), elogiou a postura do Judiciário, através dos magistrados que atuam na Comarca, que tem se colocado a disposição do município para ajudar. Essas parcerias produzem frutos e velocidade ao atendimento, e quem sempre ganha é a população”, destacou Lafin.

“O Judiciário não é só julgar, solucionar conflitos. É também participar da sociedade com nossas ações e instrumentos de cidadania, a exemplo do Ribeirinho Cidadão e agora, lançado recentemente, com o Araguaia Cidadão. E temos ainda o Judiciário em Movimento, criado neste ano, que visita os polos judiciais com inúmeras atividades e atendimentos. Nossos projetos e programas são sempre direcionados a quem precisa”, sublinhou o presidente, aproveitando para parabenizar os magistrados pelo trabalho desenvolvido na Comarca.

Por; Álvaro Marinho

Coordenadoria de Comunicação do TJMT

21, agosto, 2019|