Judiciário doa armas apreendidas para PM de Pontes e Lacerda

Armas que eram usadas para cometer crimes em Pontes e Lacerda (448 km a oeste de Cuiabá) passarão a ser utilizadas no combate à criminalidade na região, graças à ação do Poder Judiciário.  Nesta quarta-feira (23), 22 armas de fogo, entre pistolas e rifles, apreendidas em operações da policia na região foram doadas pela Terceira Vara Criminal da Comarca ao 18º Batalhão de Polícia Militar.

O juiz Elmo Lamoia de Moraes da Comarca de Vila Bela da Santíssima Trindade, que cumulava  a Vara de Pontes e Lacerda em 2018 determinou o perdimento das armas de fogo em favor da instituição beneficiária. “O Estatuto do Desarmamento permite que o juiz de dois destinos para armas apreendidas em atividades criminosas, a destruição ou caso entidades das Forças de Segurança manifestem interesse, que seja feita uma doação”, destaca o magistrado.

“A retirada dessas armas das mãos de bandidos, que agiam contra a sociedade e que agora, após o Poder Judiciário revertê-las a favor da comunidade, reforça as forças de segurança e demostra que as policias, a segurança púbica e o judiciário estão alinhados”, acredita o comandante do 18º BPM, tenente coronel Sandro Barbosa.

A cerimonia, simbolizando a doação das armas ocorreu em Cáceres (225 km a Oeste) durante curso de Segurança e autodefesa para magistrados ofertados pela Coordenadoria Militar do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) para juízes do Podo II, que abrange comarcas da  região oeste.

Alcione dos Anjos/ Fotos: PMMT
Coordenadoria de Comunicação do TJMT

23, outubro, 2019|