Hospital Santa Casa de Cuiabá segue fechada sem solução da divida

A Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá segue com os serviços paralisados a mais de 30 dias por falta de recursos e com dívidas estimadas em R$118 milhões. Mauro Mendes (DEM) afirmou nesta segunda-feira (15), que o Estado não pode simplesmente socorrer o hospital filantrópico com mais recursos para resolver o problema.

Fui prefeito durante quatro anos e nos quatro anos administramos os problemas dos hospitais, inclusive da Santa Casa, e não deixamos fechar. Espero e tenho certeza que o prefeito está se esforçando para fazer essa interface do dia a dia e cabe à prefeitura tomar a eventual decisão porque ela é gestão plena. Ao Governo do Estado e ao Governo Federal, caberia repassar recursos para o fundo municipal de saúde, a aplicação desse dinheiro é uma responsabilidade da Prefeitura Municipal de Cuiabá como gestor pleno”.

A Santa Casa é um hospital privado. Tem muita empresa privada e muito hospital privado com dificuldade em Mato Grosso, nem por isso o governo vai lá dar um dinheirinho pra ela. Não pode fazer isso”, afirmou Mauro Mendes.

O governado Mauro Mendes disse que o poder público somente compra os serviços hospitalares prestados pelos filantrópicos, como de outras unidades de saúde privadas, mas só pode passar recursos referente ao serviço prestado.

 

 

Redação JA

Foto; Reprodução

15, abril, 2019|