Grêmio derrota Inter em clássico e vence a terceira seguida

Não deixando qualquer sombra de dúvida em relação a superioridade de desempenho, com direito a “olé”, o Grêmio bateu o Internacional por 2 a 0 no encontro de número 422 da história que valeu pela 30ª Rodada do Brasileirão.

Além do peso histórico do resultado, o marcador favorável deixou o time de Renato Portaluppi seguro na quinta posição com 50 pontos ganhos, dois a menos que o São Paulo, e o arquirrival com 46 unidades em sétimo, perdendo nos critérios de desempate para o Athletico-PR.

Em princípio de jogo já esperado com o Tricolor fazendo uma marcação de linhas bastante altas, tentando sufocar o início das jogadas do Colorado, o primeiro momento de perigo veio em escanteio batido por Alisson aos três minutos. Após a batida, Luciano apareceu na primeira trave se desmarcando bem e testou para uma defesa maravilhosa executada por Marcelo Lomba.

Na primeira metade da etapa inicial, o confronto seguiu no panorama com a maior posse e volume de jogo apresentada pelo Grêmio se traduzindo, inclusive, nas sete finalizações dadas pelo time de Renato Portaluppi. Em uma delas, aliás, Galhardo pegou o rebote na falta cobrada em cima da barreira acertando um petardo que obrigou Lomba a espalmar quase que ” no susto”.

Do outro lado, o Inter parecia mais determinado a inicialmente anular a desenvoltura do rival e, quando fosse possível, acionar Guerrero para segurar a bola na frente instigando a aproximação de Parede e Wellington Silva. Estratégia, até então, que era mais efetiva no sentido de resistir do que efetivamente reagir.

Mediante a dificuldade de chegar com bola rolando, foi usando a cobrança de falta e a impulsão de Pedro Geromel que o time do Grêmio conseguiu inaugurar o placar que estremeceu a Arena. Alisson bateu com precisão no miolo da grande área adversária e o camisa 3 do Tricolor subiu muito mais alto que a marcação para mandar rasteiro, superando Marcelo Lomba.

Com somente um minuto do jogo tendo retornado, o Inter errou na saída de bola com Edenílson e, com Diego Tardelli servindo Everton, o camisa 11 puxou pra perna esquerda limpando toda a marcação de sua frente. Ao encher o pé, ele viu sua finalização violenta que explodiu no poste esquerdo de um estático Marcelo Lomba.

Em lance onde Luciano foi colocado pra sair em velocidade estando impedido, o atacante viu Marcelo Lomba evitar a evolução do lance dando quase uma “voadora” em suas pernas e pegando a bola com as mãos fora da grande área. Imediatamente, o árbitro Flávio Rodrigues de Souza expulsou o camisa 12 do Inter e confirmou a marcação de impedimento que só foi apontada pelo assistente após a conclusão do lance.

Atuar com dez jogadores, naturalmente, reduziu ainda mais as possibilidades que eram especuladas pelo Colorado no que se refere a velocidade pelas pontas avançando em bloco. Entretanto, apesar da notória superioridade numérica e ações ofensivas do time de Renato Portaluppi, apenas em um momento onde o chute de Diego Tardelli bateu para o desvio salvador de Moledo mostrou um trabalho de troca de passes efetivo para o Grêmio.

Para “resolver” essa situação, dois jogadores que recém haviam entrado em campo trabalharam de maneira certeira para deixar, finalmente, a dianteira mais confortável, Em passe pro meio de Pepê que carregava a bola pela esquerda, o meio-campista Rômulo acertou um chute maravilhoso de perna esquerda que bateu na mão de Danilo Fernandes, no travessão e entrou na meta do Inter.

Tamanho era o ritmo de jogo apresentado pelo Grêmio diante de um notoriamente perdido time do Internacional que, além do número de finalizações ter chegado a 15 no terço final do encontro, a troca de passes gremista fazia soar forte o grito de “olé” na Arena.

 

Fonte: Futebol Latino

Foto;  Reprodução/Premiere / Lance!

4, novembro, 2019|