Ex-presidente Lula manifesta solidariedade ao presidente da OAB

O ex-presidente Lula divulgou nota nesta terça-feira (30/7) se solidarizando com o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz. Na segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro usou o assassinato do pai do advogado, durante a ditadura militar, para criticar a OAB.

“Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto. Ele não vai querer ouvir a verdade. Eu conto para ele”, disse Bolsonaro, logo após criticar a atuação da OAB no caso de Adélio Bispo, o autor da facada da qual ele foi alvo durante a campanha presidencial de 2018.

Felipe Santa Cruz é filho de Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, um estudante de Direito que desapareceu em 1974, preso por militares agentes do Doi-Codi, no Rio de Janeiro.

Em sua nota, Lula afirma que só “quem suportou o sofrimento de perder um ente querido, sem ter sequer o direito de velar seu corpo” pode entender a dor que ele passa. Em janeiro deste ano, Lula foi impedido de sair da prisão para ir ao velório do irmão Vavá. O STF chegou a derrubar a proibição do TRF-4, mas já não havia mais tempo para o petista conseguir chegar à cerimônia.

“O Brasil não merece ouvir as palavras de ódio de quem, pelo cargo que ocupa, deveria se referir com respeito aos que sacrificaram a vida pela liberdade em nosso país. Ao atacar os mais frágeis e os que nem podem mais se defender, esse mau presidente revela seu caráter covarde”, diz Lula.

Meu caro Felipe Santa Cruz,

Quero me solidarizar com você e sua família pelo cruel desrespeito que os atingiu no dia de ontem. Só quem suportou o sofrimento de perder um ente querido, sem ter sequer o direito de velar seu corpo, poderá avaliar a dor que vocês sentem nesse momento. É como se violentassem o seu pai mais uma vez, e junto com ele todas as vítimas da ditadura.

O Brasil não merece ouvir as palavras de ódio de quem, pelo cargo que ocupa, deveria se referir com respeito aos que sacrificaram a vida pela liberdade em nosso país. Ao atacar os mais frágeis e os que nem podem mais se defender, esse mau presidente revela seu caráter covarde.

Nada poderá reparar o sacrifício de seu pai, meu caro Felipe, nem a ofensa brutal que o vitimou mais uma vez. Mas tenha certeza de que a imensa maioria do povo brasileiro ama a paz e a democracia. Sempre vamos reverenciar nossos verdadeiros heróis, e é isso que os tiranos não conseguem suportar.

Com o reconhecimento de sua corajosa defesa da democracia e da memória de Fernando Santa Cruz, 

Luiz Inácio Lula da Silva

Curitiba, 30 de julho de 2019

Foto; Reprodução

31, julho, 2019|