Escola Superior do MPMT e Ampara se reúnem para planejar debate sobre adoção tardia

O diretor da Escola Superior do Ministério Público de Mato Grosso (FESMP-MT), Joelson de Campos Maciel, e a presidente da Associação Mato-Grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara), Lindacir Rocha Bernardon, e voluntários se reuniram nesta terça-feira (28 de maio) para tratar do debate em prol da adoção tardia.

Eles conversaram sobre a profundidade de ser mãe e pai adotivos e a necessidade da sociedade olhar o problema. A proposta é gerar mais uma oportunidade de falar da importância da adoção tardia e debater acerca da visibilidade das crianças e adolescentes pelas tecnologias.

“Há um compromisso da Fundação Escola em contribuir com a busca por soluções de problemas sociais e na divulgação dos fatos sociais de maneira correta. Os adolescentes têm um prazo de validade e têm que sair com 18 anos para dar lugar a outros.É desesperador ver essa realidade.

Dia após dia, a criança, o adolescente vê o tempo passar e, se não for acolhido por uma família em adoção, poderá ter seu futuro comprometido”, sublinhou o promotor de Justiça.

Data e local

O debate ficou agendado para o dia 6 de junho (quinta-feira), às 19h, na sede da FESMP-MT, na Rua Diogo Domingos Ferreira, bairro Bandeirantes. Serão convidados representantes do Poder Judiciário, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, OAB-MT, Conselho de Psicologia, além de profissionais e autoridades.

O debate será aberto a todos os que desejarem conhecer melhor a realidade em Mato Grosso e contribuir com melhorias para a Infância e Juventude, em especial, dos meninos e meninas maiores de sete anos que aguardam a adoção tardia.

 

Redação JA

Da Assessoria

30, maio, 2019|