Desembargadores e juízes são homenageados em sessão especial na AL

A sessão especial na Assembleia Legislativa homenageou os 145 anos do Tribunal de Justiça com a entrega de títulos de Cidadão Mato-Grossense para nove desembargadores e Moções de Aplausos e Congratulações para três desembargadores, o presidente do Judiciário, Carlos Alberto Alves da Rocha, e para os dois últimos ex-presidentes Rui Ramos Ribeiro e Paulo da Cunha, e para três juízes.

O presidente, no pronunciamento, fez uma reflexão apontando a trajetória histórica do Judiciário. “Foram muitos os progressos, não apenas em tecnologia. Avançamos na promoção da cidadania e no envolvimento dos nossos magistrados em projetos sociais em praticamente todos os municípios do Estado”, assinalou Carlos Alberto Alves da Rocha.

O desembargador acrescentou que os avanços são também, e principalmente, na administração dos recursos financeiros e de pessoal, com a aplicação de métodos modernos de gestão voltados à desburocratização, ao incentivo à inovação, à racionalização de procedimentos administrativos e à simplificação de rotinas. “Hoje, mais leve, mais ágil, o Poder Judiciário tem muito a comemorar”, sublinhou o presidente.

Ele destacou ainda que o Judiciário mato-grossense chegou ao futuro com transparência, agilidade, modernidade e, acima de tudo, com segurança jurídica. Carlos Alberto Alves da Rocha, além das ações, serviços e projetos, como o Ribeirinho Cidadão, Nosso Judiciário, Segunda Chance para reeducandos e Constelação Familiar, que receberam reconhecimento da Assembleia Legislativa, com as moções de aplausos, fez questão de destacar a eficiência do Processo Judicial Eletrônico (PJe).

“Parabenizo meus antecessores na Administração do Judiciário, meus colegas desembargadores Rui Ramos e Paulo da Cunha, que deram início a essa modernidade. O PJe é um progresso, e, logo, atingiremos 100% dos processos tramitando digitalmente”, acentua o presidente do TJ. “Este é o Judiciário que estamos construindo para os próximos 145 anos”, salienta, ao agradecer ao deputado Faissal Jorge Calil Filho (PV) pela homenagem e reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo Judiciário.

“Esses títulos e moções entregues fazem parte da relevância do trabalho e dos serviços realizados pelo Poder Judiciário. Faço com o maior carinho, como representante da sociedade, no Legislativo estadual, e como ex-servidor da Justiça”, frisa Faissal Filho. O deputado disse que os desembargadores e juízes homenageados são responsáveis por muitas atividades e feitos que contribuem para o crescimento e qualidade da prestação jurisdicional.

“Agradeço pela aclamação ao nosso nome, pelo trabalho que desenvolvemos em prol da sociedade”, pontua o desembargador Dirceu dos Santos, que recebeu o Título de Cidadão Mato-Grossense. “Receber essa honraria é de um significado enorme para a minha vida e para minha família”, ressalta o desembargador Luiz Ferreira da Silva, corregedor-geral da Justiça. E a homenagem foi em dose dupla, justamente porque o pai dele, Antônio Pinheiro da Silva, de 91 anos, também passou a ser cidadão mato-grossense. “É muita felicidade. Recebo o título junto com meu pai”, realça o corregedor-geral da Justiça.

“Quando colocamos um projeto em funcionamento não pensamos em reconhecimento. Só queremos que essa ação proporcione melhoria a quem seja destinado. Mas, ser lembrado pelo resultado é uma honra”, enfatiza o juiz Alexandre Delicato Pampado, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Primavera do Leste (321 Km ao sul da Capital). Ele recebeu Moção de Aplauso pelo projeto Segunda Chance para atender reeducandos.

O juiz Jamilson Haddad Campos, da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, da Comarca de Cuiabá, também recebeu Moção de Aplauso pelo projeto Constelação Familiar. E o juiz José Antônio Bezerra Filho, da 1ª Vara Especializada de Família e Sucessões da Comarca de Várzea Grande, também recebeu Moção de Aplauso pelo trabalho desenvolvido com o projeto Ribeirinho Cidadão.

E o presidente do TJ foi agraciado com as Moções de Aplausos e Congratulações pelo trabalho à frente do Poder Judiciário e pelo Nosso Judiciário. O projeto, que começou a funcionar há quase seis anos, visitou até agora 86 instituições colégios públicos e privados de Cuiabá e Várzea Grande com palestras para cerca de 19 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio.

E na sede do Palácio da Justiça, no Centro Político Administrativo, o Nosso Judiciário já recebeu cerca de seis mil acadêmicos de Direito de várias faculdades e universidade de Mato Grosso. Também receberam o Título de Cidadão Mato-Grossense os desembargadores Alberto Ferreira de Souza, Gilberto Giraldelli (presidente do Tribunal Regional Eleitoral – TRE), João Ferreira Filho, José Zuquim Nogueira, Marilsen Andrade Addario, Rondon Bassil Dower Filho e Serly Marcondes Alves.

Por; Álvaro Marinho / Fotos: Assembleia Legislativa

30, abril, 2019|