Cresce o número de candidatos da comunidade jurídica nas eleições deste ano

12/09/2018 – A comunidade jurídica na política deve aumentar depois das eleições deste ano. Dos 27.566 pedidos de registro de candidatura recebidos pelo Tribunal Superior Eleitoral, 1.741 foram feitos por advogados. Representam 6,3% do total, ante os 5,5% apurados nas eleições de 2014.

Hoje o Brasil é presidido por um advogado, Michel Temer (MDB), pela primeira vez em 29 anos (o último foi Sarney, em 1985). Nas eleições deste ano, dois candidatos são bacharéis em Direito: Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT) são advogados de formação. Além deles, o advogado Léo da Silva Alves é candidato a vice na chapa de João Goulart Filho (PPL).

Entre advogados, destaca-se a candidatura do já deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), que concorre à reeleição. Parlamentar experiente, ele foi constituinte e ostenta o título de ser um dos deputados que mais “aprovaram” leis sobre a advocacia.

Também concorre à reeleição o deputado Rubens Jr (PCdoB-MA), advogado de formação e mestre em Direito. Ligado ao governador do Maranhão, ele integra o que chama de “bancada do Direito”, da qual também faz parte Otávio Leite (PSDB-RJ), candidato à reeleição. Do Maranhão também concorrem Gil Cutrim pelo PDT e Edilázio Júnior, pelo PSD.

O ex-presidente da OAB-RJ Wadih Damous (PT) é candidato a deputado federal. Já estava na Câmara desde 2014, como suplente. Os advogados Paulo Teixeira e Gleisi Hoffmann, ambos também do PT, concorrem ao Congresso. Ele, à reeleição como deputado, ela, senadora, agora quer ser deputada.

Marivaldo Pereira, ex-chefe do jurídico da Casa Civil e ex-secretário da Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, é candidato ao Senado pelo Psol de Brasília. Sua plataforma de campanha gira em torno das políticas de drogas, que ele considera equivocadas.

O vice-decano da Câmara dos Deputados, Miro Teixeira (Rede-RJ), concorre ao Senado nas eleições deste ano. Pelo Rio se candidatam a deputado os advogados Hugo Leal (PSD) e Alessandro Molina (PSB), que é procurador federal.

O professor da Universidade de Brasília (UnB) Marcelo Neves também sairá candidato ao Senado, pelo PT do Distrito Federal. Ibaneis Rocha, ex-presidente da OAB-DF, é candidato ao governo distrital pelo MDB.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (MDB), é bacharel em Direito e candidato ao governo. Outro candidato à chefia do Executivo local é o advogado Marcelo Trindade, ex-presidente da Comissão de Valores Mobiliários e professor de Direito (teve Paes como aluno).

João Pedro Ferraz dos Passos, ex-procurador do trabalho, concorre ao Senado Federal pelo PPL-DF. O advogado e ex-dono de cursos preparatórios Luiz Flávio Gomes, conhecido pela sigla LFG, também é candidato a deputado federal, pelo PSB.

Carreiras jurídicas
Os integrantes das demais carreiras jurídicas também pretendem participar da administração pública a partir de 2019. Há 18 delegados da Polícia Federal, lotados em dez estados, candidatos a senador, deputado federal e deputado estadual, segundo a Associação dos Delegados da PF, a ADPF.

Das demais carreiras da PF, há 30 que são candidatos, de quase todos os estados, segundo a Federação Nacional da PF, a Fenapef, sempre a cargos no Legislativo.

A Associação Nacional dos Advogados Públicos Federais afirmou que há cinco procuradores federais pleiteando cargos públicos. Um procurador da Fazenda Nacional, um procurador estadual e um advogado público vão se candidatar a deputado federal em outubro.

O Judiciário é o setor menos representado nas eleições deste ano. O juiz mais famoso a concorrer é Odilon de Oliveira, ex-juiz federal que ficou famoso por aliar suas decisões às políticas de segurança pública para a zona de fronteira seca do Brasil. Ele é candidato a governador de Mato Grosso do Sul.

Márlon Reis, ex-juiz federal e autor da Lei da Ficha Limpa, também é candidato a governador, mas do Tocantins. Filiado à Rede, ele já havia sido candidato nas eleições suplementares deste ano, mas perdeu.

O ex-juiz Wilson Witzel será candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PSC, pautado nas propostas de segurança pública.

Além deles, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), ex-juiz e ex-presidente da Ajufe, com passagem pela Câmara dos Deputados, é candidato à reeleição.

Veja outros candidatos da comunidade jurídica:

Advogados públicos
– Alessandra de Abreu Minadakis Barbosa, procuradora federal, candidata a deputada federal pelo Psol-GO
– Carlos Inácio, advogado da União, candidato a deputado federal pela Rede Sustentabilidade-DF
– Cathy Mary do Nascimento Quintas, procuradora federal, candidata a deputada federal pelo PPS-PR
– Marcelo Cabral, procurador estadual, candidato a deputado federal pelo Novo-MG
– Marcello Bittencourt, procurador federal, candidato a deputado federal pelo PSL-RJ
– Marco Antonio Zito Alvarenga, procurador federal, candidato a deputado federal pelo PHS-SP
– Rafael Vasconcellos, procurador da Fazenda Nacional, candidato a deputado distrital pelo PPS-DF

Polícia Federal
Delegados

Wesley Aguiar, deputado federal (PDT-AM)
Marcelo Dias, deputado estadual  (PPS-AM)
Pablo Oliva, deputado federal (PSL-AM)
Toni Cunha, deputado estadual (PTB-PA)
Eguchi, deputado federal (PSL-PA)
Rui Silva, deputado federal (Avante-MG)
Fernando Francischini, deputado estadual (PSL-PR)
Gastão Schefer, deputado federal (PSL-PR)
Vagner Alamino, deputado federal (PPL-PR)
Luciano Leiro, deputado federal (PPL-DF)
Marcelo Bertolucci, deputado estadual (PR-RJ)
Felício Laterça, deputado federal (PSL-RJ)
Helber Marques, deputado federal (Novo-MG)
Victor Poubel, deputado federal (PP-RJ)
Marcelo Itagiba, deputado federal (PSDB-RJ)
Rodney Miranda, deputado federal (PRB-RJ)
Marcelo Freitas, deputado federal (PSL-MG)
Renovato Dias, deputado estadual (PSL-BA)

Agentes
Danilo Balas, deputado estadual (PSL-SP)
Marco Monteiro, deputado estadual (Rede-RS)
Aluísio Mendes, deputado federal (Podemos-MA)
Alzenir Araújo, deputado federal (Rede-AM)
Anderson Muniz, deputado federal (PTC-BA)
André Salineiro, deputado estadual (PSDB-MS)
Bibiana Orsi, deputada federal (PPL-PR)
Bosco da Federal, senador (PPS-RO)
Claudio Prates, deputado federal (PTB-MG)
Edgar Lopes, deputado federal (PSL-SC)
Edmar Camata, deputado federal (PSB-ES)
Eduardo Bolsonaro, deputado federal (PSL-SP)
Farlei Federal, senador (PSL-TO)
Flavio Moreno, senador (PSL-AL)
Flavio Werneck, deputado federal (PHS-DF)
Jamyl Asfury, deputado federal (PSC-AC)
Jorielson Federal, deputado federal (PR-AP)
Katrin Paiva, deputada federal (Solidariedade-RN)
Márcio Pacheco, deputado estadual (PPL-PR)
Odécio Carneiro, deputado federal (Solidariedade-CE)
Policial Federal Barroso, deputado federal (Pros-RR)
Policial Federal Santiago, deputado distrital (PTC-DF)
Policial Federal Suender, deputado estadual (PRP-GO)
Rafael Rannali, deputado federal (Pros-MT)
Renée Venancio, deputado federal (PSD-MS)
Sandro Araújo, deputado federal (PPS-RJ)
Ubiratan Sanderson, deputado federal (PSL-RS)

Waldir Caldas, senado (NOVO) – MT

12, setembro, 2018|