Corregedoria Presente reúne juízes e servidores no Fórum da Capital

Taxa de congestionamento, produtividade, informações sobre cumprimento de metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e apresentação do banco de dados Omni, ferramenta de análise de informações dos mais variados sistemas utilizados no Judiciário mato-grossense. Estes foram alguns dos assuntos discutidos pela equipe do Programa Corregedoria Presente no Fórum de Cuiabá.

Na abertura do encontro com magistrados e servidores da Comarca da Capital, que integra o Polo I judicial, na manhã desta quarta-feira (18 de setembro), o corregedor-geral da Justiça, desembargador Luiz Ferreira da Silva, parabenizou o trabalho desenvolvido por todos e sugeriu que usem com eficiência o banco de dados. “Estamos satisfeitos com os resultados, mas sempre precisamos avançar. Contem comigo, porque sempre estarei à disposição”, destacou o corregedor-geral.

A Corregedoria Presente, desenvolvido pelo desembargador Luiz Ferreira, é elogiado por onde já passou. E na Comarca de Cuiabá não foi diferente. A juíza Patrícia Ceni dos Santos, da 2ª Turma Recursal Temporária e dirigente administrativa do Complexo Miranda Reis, em Cuiabá, assinalou que o programa é de grande relevância, justamente porque, além de marcar presença nas unidades judiciárias e dialogar com os magistrados e servidores, aponta e define os encaminhamentos necessários para a melhoria da prestação jurisdicional.

Na visão do diretor do Fórum de Cuiabá, Luís Aparecido Bortolussi Júnior, a visita mostra que a Corregedoria está próxima aos magistrados fazendo orientação e acompanhamento passo a passo do desenvolvimento e produtividade das varas e gabinetes. “Temos na Corregedoria um amparo de alguém com olhos de paternidade no sentido de acolher as necessidades e oferecendo mecanismos que auxiliem na realização do melhor trabalho”, avaliou Luís Bortolussi.

Por; Álvaro Marinho/TJMT

18, setembro, 2019|