Corregedor do CNMP abre reclamação contra procurador que vazou provas

O corregedor nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel, abriu reclamação disciplinar contra o procurador da República Felipe Bogado. Ele vai investigar se o membro do MP Federal violou sigilo funcional ao enviar fotos de provas colhidas em operação de busca e apreensão à imprensa.

Bogado enviou a um jornalista do portal G1foto de bilhete do empresário Vanderlei De Natale ao filho do ex-presidente Michel Temer (MDB-SP), conforme mostrou reportagem da ConJur. Natale é vizinho de Temer e é acusado de ser “caixa forte” do ex-presidente. As provas são sigilosas, porque parte de investigação em andamento. Na foto enviada ao G1, dá para ver que o remetente é Bogado (veja imagem ao lado).

Com a abertura da reclamação, Rochadel atendeu a pedido dos conselheiros Luís Fernando Bandeira de Mello Filho, Erick Venâncio e Leonardo Accioly da Costa. Depois de terminada a instrução da reclamação disciplinar, o caso será levado ao plenário do CNMP, para abertura de processo administrativo disciplinar.

*Texto editado para correção. O bilhete foi endereçado ao filho do ex-presidente Temer, e não a ele, como a notícia dizia.

 

Fonte; Conjur/Foto; Reprodução

28, março, 2019|