Coordenador da Vigilância Ambiental faz alerta sobre o acúmulo de lixo e a preocupação com a dengue

Em 2019, de acordo com Ministério da Saúde até 13 de abril, foram registrados 451.685 casos prováveis de dengue em todo o país, um aumento de 339,9% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram registrados 102.681 casos. O número de óbitos pela doença também teve aumento, de 186,3%, passando de 66 para 123 mortes. Preocupado com os índices e com o acúmulo de lixo doméstico sendo colocado nas calçadas e jogado em terrenos baldios o coordenador da Vigilância Ambiental de Vera Samuel Raimundo da Silva fez um apelo à população verense.

“A dengue está aumentando cada ano mais no nosso país, essa é uma preocupação da Secretaria de Saúde e da equipe da Vigilância Ambiental, onde a gente vem mais uma vez alertar a população do município que estamos praticamente entrando no período das chuvas e queremos pedir para a sociedade limpar os seus quintais. Não deixar a responsabilidade só para a Prefeitura ou para a Secretaria de Saúde. O cidadão também é responsável pelo trabalho de combate a dengue, então não deixe acumular água nos seus quintais, por que as chuvas estão vindo. E a dengue não é brincadeira ela mata, e o mosquito não transmite apenas a dengue tem várias outras doenças sérias que podem matar e a melhor forma de evitar novos casos é fazendo a prevenção”, destacou Samuel.

Os casos de Zika, também sofreram aumento, foram registrados 3.085 casos. Enquanto no ano passado foram registrados 3.001 no mesmo período. Neste ano, não foram registrados óbitos por Zika. Também foram registrados 24.120 casos de Chikungunya no país, um aumento de 36,3% em comparação com 2018, que tiveram 37.874 casos. Samuel expôs que a equipe da Vigilância Ambiental tem visitados vários bairros onde a população tem colocado grandes quantidades de lixo sobre as calçadas, e o pior tem jogado lixo também nos terrenos baldios.

“A gente tem encontrado muito lixo acumulado nas calçadas, muitos recipientes que acumulam água nos quintais e em terrenos baldios. O alerta vai para a população que  faça a limpeza de seu terreno, de seu quintal, não acumule lixo. Retire todo recipiente que acumula água, coloque em um lugar onde ele não vai pegar chuva. Nos ajude. A dengue mata, cuide da sua família. Vamos evitar que tenham novos casos da doença em nossa cidade. Quem já teve a doença pode ter uma dengue hemorrágica e vir a não resistir”, salientou Raimundo.

Este ano a Prefeitura de Vera já realizou através da Secretaria de Obras no mês de abril o primeiro mutirão da limpeza de 2019, onde foram retiradas mais de 450 cargas de lixo de toda a cidade, de forma inteiramente gratuita. O segundo mutirão de limpeza a ser realizado pela Administração este ano, está previsto para o mês de novembro. Durante o período em que não é realizado o mutirão os recolhimentos de entulhos produzidos deverão ser realizados pelos próprios munícipes. Caso os mesmos coloquem os entulhos sobre as calçadas, ou joguem em terrenos baldios serão notificados.

De acordo com o artigo 8º do decreto 054/2017, após a notificação os munícipes “têm o prazo de 5 (cinco) dias para providenciar a retirada dos entulhos”, assim como prevê o artigo 20 da lei 006/1987 – Código de Posturas do Município. O descumprimento da notificação incidirá em multa correspondente ao valor de dois VRM por carga a ser retirada, (VRM Valor de Referência Municipal vigente em 112,46), bem como “poderá” cobrar uma taxa de administração de 100% sobre o valor deste custo totalizando R$ 449,84 por carga.

 

Por; Dieny Vieira

21, agosto, 2019|