Conselho Pleno define indicados da OAB para o CNJ e o CNMP

O Conselho Federal da OAB elegeu, nesta segunda-feira (20/5), representantes da advocacia para o Conselho Nacional de Justiça e para o Conselho Nacional do Ministério Público.

Pela primeira vez foram eleitas duas mulheres para integrar o CNMP: Fernanda Marinela, de Alagoas, e Sandra Krieger, de Santa Catarina. Marinela foi presidente da OAB de Alagoas e conselheira federal. Já a conselheira federal da OAB Sandra Krieger Gonçalves defende a importância de ampliar os espaços de atuação das mulheres na Ordem.

O advogado baiano André Godinho foi reconduzido para mais um mandato. Ele ocupa uma cadeira no CNJ desde setembro de 2017. A outra vaga no CNJ será ocupada pelo advogado Marcos Vinícius Jardim, ex-presidente da OAB do Acre.

Os nomes agora seguem para sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Depois, serão votados no Plenário da Casa. Fonte OAB/CF

22, maio, 2019|