Confira os plantonistas deste fim de semana no Judiciário mato-grossense

A desembargadora Maria Aparecida Ribeiro é a plantonista do Tribunal de Justiça de Mato Grosso neste fim de semana (20 e 21 de julho). Ela fica responsável pelo recebimento dos feitos cíveis e criminais de urgência, como mandados de segurança e habeas corpus. A magistrada contará com a assessoria da Secretaria das Turmas Reunidas de Direito Privado, que atende pelos números (65) 3617-3476 e também pelo celular do plantão: (65) 99989-5920.
O plantão presencial ocorre nos finais de semana das 13h às 17h, na secretaria plantonista. No período que antecede o plantão presencial e após este horário, os servidores plantonistas permanecerão de sobreaviso em suas residências com celular funcional para atendimento das medidas urgentes. É importante lembrar que durante o plantão judiciário do TJMT, as medidas urgentes devem ser protocolizadas na forma eletrônica.
Já em Cuiabá, as ações cíveis urgentes ficarão a cargo do juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira, Terceira Vara Especializada de Direito Bancário. A servidora Darlene Miranda dará suporte ao magistrado e poderá ser acionado pelos números (65) 3648-6395 ou 99948-8823.
Os casos criminais ficarão sob a responsabilidade do juiz Marcos Faleiros da Silva, da 11ª Vara Criminal, com o auxílio da gestora Thalita Balan Taborda. Eles podem ser contatados pelos telefones (65) 3648-6275 e 99949-0558.
No Fórum de Várzea Grande, as ações cíveis e criminais de urgência serão recebidas pelo juiz Eduardo Calmon de Almeida Cézar, da Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. O apoio ao plantão será realizado pela gestora Thais Keila Justino. Os telefones de contato são: (65) 3688-8447/99225-1385.
Por meio de um projeto piloto, as medidas cíveis urgentes nas comarcas de Cuiabá, Chapada dos Guimarães e Santo Antônio de Leverger passaram a ser protocolizadas na forma eletrônica desde o dia 8 de março. As medidas criminais permanecem sendo protocoladas na forma física.
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
19, julho, 2019|