BRASILEIRÃO: Palmeiras faz seis no CSA e se isola na briga com Fla pela liderança

Em partida válida pela 21ª rodada do campeonato, jogando no Pacaembu, o Palmeiras não teve perdão e massacrou o CSA por seis a dois. Isso mesmo que você ouviu, seis a dois. Pelo Verdão, Bruno Henrique e Luiz Adriano marcaram duas vezes cada. William e o zagueiro Gustavo Gómez completaram a contagem para o time paulista. Apodi e Ricardo Bueno fizeram para a equipe alagoana. O Palmeiras segue na cola do Flamengo, na segunda posição com três pontos a menos que o líder do torneio. O CSA caiu duas posições e voltou para a zona do rebaixamento em 18º.

Para não deixar o seu torcedor com inveja, advinha o que o Grêmio fez? Também enfiou seis gols no adversário. Jogando em casa, o Tricolor Gaúcho, que está em sétimo, não mostrou nenhum sinal de compaixão com o penúltimo colocado Avaí.  Diego Tardelli, David Braz, André, Bruno Cortez, Luciano e Luan fizeram o torcedor gremista comemorar até cansar. Gegê fez o de honra para o time de Santa Catarina.

Para não ficar fora do clube dos goleadores da noite, o Athletico Paraense derrotou o Fortaleza, de virada, por quatro a um. Wellington Paulista abriu o marcador para os visitantes na Arena da Baixada. Mas aí, Marcelo Cirino, Nikão, Cittadini e Marco Rúben trataram de reverter a situação. O Furacão é o nono colocado, o Fortaleza está na 14ª colocação.

O único jogou que não rendeu tantos gols foi o empate entre Fluminense e Santos, que terminou em um a um. O Peixe ainda está em terceiro, mas está com 38 pontos, dez a menos que o líder Flamengo. O Tricolor Carioca escapou temporariamente da zona do rebaixamento e agora está na 16ª posição. O destaque do jogo ficou para a discussão entre o meia Paulo Henrique Ganso e o técnico Oswaldo de Oliveira. Ao ser substituído, Ganso começou a xingar o treinador que não deixou por menos. Clima tenso.

E pela Sul-Americana quase deu para o Atlético Mineiro. O Galo recebeu o Colón, da Argentina em casa e abriu dois a zero com gols de Di Santo e Chará. A vitória colocava o time mineiro na final do campeonato continental, mas aos 35 da segunda etapa veio o vacilo. Zé Welisson fez pênalti em Morelo, Luís Rodriguez bateu e diminuiu. O placar levou a disputa para os pênaltis. Réver e Cazares desperdiçaram e o Galo deu adeus ao torneio. O Colón fará a final contra o Independiente del Valle, do Equador.

 

Por. Raphael Costa; AG Brasil

Foto; Cesar Greco – Palmeiras

27, setembro, 2019|