Barra do Piraim recebe Ribeirinho Cidadão nesta terça-feira e equipe de prepara para Dia D em Poconé

12/02/2019 – A dona de casa Cristiane Souza Lima, 23 anos acordou cedo para levar o filho Edson Eduardo, de cinco anos ao pediatra. Na última vez, há uns seis meses precisou ir de barco a motor e depois pegar um carro para chegar a Poconé para o filho ser atendido. Mas nesta terça-feira (dia 12) as chalanas do Poder Judiciário e da Defensoria Pública atracaram na  Barra do Piraim, onde vive desde que nasceu, para atender a comunidade local com o Projero Ribeieinho Cidadão e ela aproveitou a oportunidade.

O menino foi atendido pela equipe médica do projeto, recebeu medicação e a dona de casa ainda ganhou meias doadas pela Receita Federal advindas de apreensões, e ainda levará camiseta e cuecas para o marido que ficou em casa. “Sempre que o Ribeirinho Cidadão  passa por aqui venho. Em 2016 fui ao dentista”, revela. “Para gente que mora na beira do rio é bom quando alguém olha por nós”, analisa.

A comunidade ainda recebeu os serviços de corte de cabelo, atendimento oftalmológico, esclarecimento de benefícios sociais, INSS, emissão de CPF, segunda via de certidão e plastificação de documentos, entre outros.

Nesta quarta-feira (dia 13), a expedição chega ao município de Poconé onde realiza o terceiro dia D desta edição do projeto. Além de todos os serviços ofertados nos atendimentos das comunidades recebe reforço de outros parceiros com Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal e da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar no âmbito do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (Cemulher).

O coordenador do projeto, o juiz José Antonio Bezerra Filho informa que até o momento  nenhum incidente ocorreu e que a equipe segue unida no propósito de levar o melhor atendimento para as populações carentes e isoladas da região do Pantanal. “Não há nada melhor do que receber um sorriso de quem foi atendido. A união faz a diferença e estamos aqui para servir quem mais precisa”.

Ribeirinho Cidadão – O projeto é realizado pelo Poder Judiciário e a Defensoria Pública, em parceria com a Assembleia Legislativa, Ministério Público Estadual,  Marinha do Brasil- 6º Distrito Naval, Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, Governo de Mato Grosso, Federal, SICOOB-União, SESC Pantanal, Prefeitura dos municípios de Santo Antônio de Leverger, de Barão de Melgaço, Juscimeira e Poconé, Colônia de Pescadores Z5,  INCRA, UFMT, Hospital Júlio Muller, Univag OAB,  Delegacia da Polícia Comunitária, Clóvis – Papai Noel, Galvan Cabeleireiro,  Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal.

Por; Alcione dos Anjos

12, fevereiro, 2019|