Assaltantes mortos em tentativa de roubo a malotes de abastecimento de caixas do Atacadão são identificados

Os três criminosos mortos em confronto após tentativa de roubo a malotes de abastecimentos de caixas eletrônicos, ocorrido na tarde de sexta-feira (10.05), no supermercado Atacadão, na região do Coxipó, em Cuiabá, eram monitorados pela força-tarefa da Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (Saap) e Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seop/MJSP).

Os suspeitos mortos são:  Luciaquino Quirino Serra de Paula, 37 anos, Fábio Aparecido da Costa, 26 anos, e Dauan Félix da Silva (sem idade). Eles vinham atuando contra joalherias em Cuiabá e também eram investigados pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) da capital, que ajudou a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) na identificação deles. Ao menos cinco teriam participado da ação criminosa. Dois estão foragidos.

A informação de possível roubo a um carro-forte foi repassada pela equipe da força-tarefa aos policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que deslocou equipes policiais, chefiadas pelo delegado Flávio Henrique Stringueta, até o Atacadão, localizado na entrada do bairro Tijucal.

“Ficamos aguardando melhores informações sobre onde seria o possível assalto a um carro-forte. Assim que a equipe da força-tarefa identificou que o local era o Atacadão e também passou que os criminosos já estavam no local, adentramos no estacionamento do supermercado quando avistamos a entrada do carro-forte da empresa Brinks”, disse o delegado.

Conforme o delegado, nesse momento disparos já tinham acontecido no interior do supermercado, provocando correria dos clientes e funcionários. Os policiais identificaram que dois criminosos roubaram um veículo HB20 para fugirem e estavam armados com uma submetralhadora SMT 40 e pistolas PT 940 ponto 40, com brasões da PJC e da PM, respectivamente. As  armas foram apreendidas. Uma das pistolas foi roubada de um policial militar.

Os policiais verbalizaram ordenando que os criminosos parassem, mas diante do  perigo iminente para os próprio policiais e outras pessoas no local,  foram efetuados disparos para contê-los, provocando a morte de ambos.

Uma varredura completa foi realizada no estabelecimento, por  conta disto, policiais constataram que a ação contou com a participação de pelo menos mais dois criminosos, que teriam fugidos pelos fundos do supermercado para onde também correram diversos clientes e funcionários.

O Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPaer) foi acionado e realizou patrulhamento na região, mas até o momento os bandidos não foram localizados.

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e a Politec foram acionadas para perícia de local de crime e liberação dos corpos, encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML).

 

Redação JA com Assessoria

Fotos Reprodução

12, maio, 2019|