Advogado Fábio Capilé toma posse como presidente da Academia Mato-Grossense de Direito

A Academia Mato-Grossense de Direito foi instalada na noite de quinta-feira (29 de agosto), na Casa Barão de Melgaço, em Cuiabá, com a posse de 21 membros, dentre os quais estão: advogados, promotores, defensores público, procuradores, professores de direito, juízes e desembargadores do Poder Judiciário de Mato Grosso.

Para o presidente ora empossado da Academia, advogado Fábio Arthur da Rocha Capilé, afirmou que a solenidade marca a concretização de um sonho coletivo. “Esse era um anseio muito antigo das pessoas em buscar um ambiente onde houvesse não apenas a discussão do Direito, mas também a ampliação dessas discussões para outros segmentos essencialmente sociais. Hoje concretizamos esse sonho, trazendo pessoas extremamente qualificadas dos diversos segmentos do Direito para que possamos compartilhar esse conhecimento e fazer com que a academia possa galgar caminhos de sucesso em prol da sociedade e, principalmente, das pessoas ligadas ao mundo jurídico em nosso Estado”.
Presidente da Academia Mato-Grossense de Direito advogado Fábio Capilé

 

Na instalação da Academia Mato-Grossense de Direito, a juíza Amini Haddad fez homenagem ao patrono e traçou um histórico de José Barnabé de Mesquita, um dos fundadores da Academia Mato-Grossense de Letras, cujas netas estavam presentes no evento. http://www.academiadeletrasmt.com.br/cadeiras/cadeira-19/128-jose-barnabe-de-mesquita

A empossada diretora da Escola Superior da Magistratura de Mato Grosso (Esmagis-MT), a desembargadora Maria Erotides Kneip, destacou a importância da academia para o trabalho de dialeticidade de quem quer estudar e pensar o Direito em Mato Grosso.
“Estamos construindo um mundo que pensa melhor, um mundo onde os juristas procuram construir o Direito através da pesquisa, do diálogo, do debate e, para isso, a academia é um fórum. Vejo que a academia para o mundo jurídico de Mato Grosso tem um papel fundamental e relevatíssimo”, frisou.

Dos 21 membros da recém instalada Academia Mato-Grossense de Direito, sete integram o corpo docente da Escola Superior do Ministério Público de Mato Grosso (FESMP-MT). Além do diretor, promotor de Justiça Joelson de Campos Maciel, também são professores Amini Haddad Campos, Antônio Sérgio Cordeiro Piedade, Carlos Eduardo Silva e Souza, Marcelo Antônio Theodoro, Valério de Oliveira Mazzuoli e Welder Queiroz dos Santos.

Joelson Maciel ressaltou que uma das finalidades da FESMP-MT é promover a cultura jurídica. “E estarmos com professores aqui representa alargar o pensamento filosófico também em relação ao Direito. O conhecimento
liberta, cria novas pontes, faz com que as pessoas deixem os preconceitos e leva a outros caminhos”.

O desembargador Guiomar Teodoro Borges também foi empossado membro da academia. Para ele, a criação do espaço acadêmico terá um impacto muito grande no pensamento de remodelagem do Estado atual.
“O modelo de Estado que hoje está estruturado entre nós não está afinado com a realidade social, por conta exatamente dessa evolução histórica. Precisamos sentar e discutir isso e a academia é exatamente o espaço para isso, sentar, discutir, afinar as ideias para produzir orientações para onde está indo o Direito, quais as correntes de pensamento científico, tecnológico e filosófico estão norteando o modelo de Direito que temos hoje. A ideia é fazer com que tenhamos um espaço de discussão cultural da questão jurídica com vistas a produzir o que podemos colaborar com a sociedade a partir das discussões travadas no âmbito da academia”, disse.
No rol de juízes, figura o juiz da Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher em Várzea Grande, Eduardo Calmon de Almeida Cézar, e a juíza do Juizado Especial Criminal de Várzea Grande (Jecrim), Amini Haddad Campos.
“Fico muito feliz por termos membros do Poder Judiciário participando das discussões acadêmicas, da constituição do Direito no Estado de Mato Grosso. Isso colabora para o aperfeiçoamento e desenvolvimento do conteúdo jurídico que será prestado à sociedade. Tenho certeza que aqui serão discutidos temas de importância que farão com que a sociedade mato-grossense possa avançar cada vez mais na ciência jurídica”, pontuou Calmon.


O advogado Welder Queiroz observou que a instalação da AMD vem em momento oportuno para ampliar o debate da cultura jurídica mato-grossense. Para ele, o fato da Academia ser composta por diversos professores da Fundação Escola “vem enriquecer cada vez mais o que ela faz há muito tempo que é incentivar e promover o ensino jurídico”.

Carlos Eduardo Silva e Souza considera uma honra compor a Academia representando a Fundação Escola por ser uma “instituição vocacionada para o ensino de qualidade e diferenciado. É uma missão que muito nos
orgulha”.

Integrantes (lista completa)

A Diretoria da AMD é composta pelo presidente Fábio Arthur da Rocha Capilé, vice-presidente Marcelo Antônio Theodoro; secretária-geral Amini Haddad Campos; secretário-geral adjunto Armindo de Castro Júnior e diretor de Contas Evandro César Alexandre dos Santos.

Também compõem a AMD os juristas André Araújo Molina, Antônio Sérgio Cordeiro Piedade, Carlos Eduardo Silva e Souza, Cláudio Stábile Ribeiro, Dinara de Arruda Oliveira, Eduardo Calmon de Almeida Cézar, Graziele Cabral Braga de Lima, Guiomar Teodoro Borges, Joelson de Campos Maciel, Marcio Frederico de Oliveira Dorilêo, Maria Beatriz Theodoro Gomes, Maria Erotides Kneip, Rogério Luiz Gallo, Saul Duarte Tibaldi, Valério
de Oliveira Mazzuoli e Welder Queiroz dos Santos.

A imagem pode conter: 8 pessoas, incluindo Saul Duarte Tibaldi e Marcelo Antonio Theodoro, pessoas a sorrir, pessoas em pé e fato

Veja aqui a Galeria de Fotos.
http://www.fundacaoescola.org.br/home/index.php?pg=fotos_galeria&id=264

 

 

Redação JA com informações da Assessoria Imprensa

Fotos e Video: FESMP-MT /TJMT

2, setembro, 2019|